Como se prevenir contra HIV e ISTs

O dia 1º de Dezembro é celebrado o dia mundial de combate à AIDS, essa data tem com intuito, promover e conscientizar a população a informar sobre os cuidados, prevenção e testagem da doença. Nessa data também se dá início ao Dezembro vermelho, que traz um mês inteiro com objetivo de estabelecer o entrelaçamento de comunicação, promover troca de informações e experiências, chamar atenção para as medidas de prevenção, assistência e proteção e promoção dos direitos das pessoas infectadas com o HIV.

O Dezembro Vermelho surgiu em 1987, quando a ONU criou esta campanha e, em 1991, a fitinha vermelha surgiu em Nova York, para lembrar a luta contra o HIV e transmitir compreensão, solidariedade e apoio a quem vive com o vírus. No Brasil, o projeto foi adotado em 1988, pelo Ministério da Saúde.

O vírus vem sendo estudado há quase 40 anos e, com o avanço da ciência, tem dado às pessoas soropositivas (que possuem o vírus) uma vida plena com medicações que inibem a manifestação da AIDS. Hoje, a maioria das pessoas soropositivas não têm AIDS, devido ao acompanhamento correto e constante da doença.

Saber desta diferenciação e usar a nomenclatura adequada para cada caso é um pequeno e primeiro passo para contribuir para o dezembro vermelho, reforçando a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com portadores de AIDS.

O segundo passo é a prevenção. O preservativo é o método mais conhecido, acessível e eficaz para se prevenir da infecção pelo HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis, como a sífilis, a gonorreia e também alguns tipos de hepatites.

Deixe um comentário