Verão: estação mais quente do ano

Durante o período de vigência do verão, as temperaturas em alguns lugares do planeta podem alcançar 40ºC. Nessa época do ano, é importante ficar atento à questão da hidratação. Beber água é fundamental todos os dias e especialmente em dias em que as temperaturas estão elevadas.

Outra característica do verão está relacionada com os índices pluviométricos (as chuvas). Nesse período, as chuvas aumentam gradativamente. Conhecidas como chuvas convectivas ou chuvas de verão, ocorrem geralmente no período da tarde e duram pouco tempo, contudo, costumam ser bastante intensas, com ventos em alta velocidade e ocorrência de trovoadas.

Com a chegada das chuvas, aumenta-se a umidade do ar. A elevação da umidade provoca a sensação de abafamento, aumentando, então, a sensação térmica. Há também maior evaporação das massas de água, o que também está relacionado com o aumento pluviométrico, visto que há maior formação de nuvens.

No Hemisfério Sul, onde está localizado o Brasil, a estação do verão é caracterizada por apresentar dias mais longos do que as noites, clima quente e chuvas constantes, em decorrência da rápida evaporação das águas pelo calor do Sol.

O começo do verão é marcado pelo evento astronômico denominado Solstício de Verão, ou seja, é o período em que o hemisfério Sul está inclinado cerca de 23,5º na direção do Sol. Em 2020, o solstício de Verão no Brasil será às 07h02 do dia 21 de dezembro.

Antigamente, existiam cinco estações do ano. O verão era dividido em dois momentos: o verão, propriamente dito, caracterizado por um clima quente e chuvoso, e o estio, caracterizado por clima quente e seco.

Deixe um comentário