Você já fez o seu Check-up?

É como diz o ditado: com saúde não se brinca! E muito menos deve-se deixar esse assunto para depois. Estamos no início do ano, um período ótimo para organizar a vida, as pendências e agendar aquela consulta médica para fazer um check-up completo e verificar se está tudo certo com a sua saúde. Ainda mais com a covid-19 ainda sendo um risco para cada um de nós.

Você saberia dizer quais são os exames clínicos, laboratoriais e de imagem que não podem ficar de fora dessa avaliação precisa da sua saúde? Listamos os principais procedimentos que costumam ser solicitados pelos médicos para analisar a saúde do paciente como um todo e, assim, poder diagnosticar precocemente as doenças mais comuns. Acompanhe:

Hemograma

Conhecido como exame de sangue completo, analisa as informações específicas sobre os tipos e quantidades dos componentes do sangue, como os glóbulos vermelhos (hemácias), para detectar anemias, glóbulos brancos (leucócitos), para descobrir infecções, alergias e tipos de câncer, plaquetas (coagulação sanguínea), que detecta problemas de coagulação.

Colesterol e triglicerídeos

Avalia os níveis de gorduras no sangue, que podem ocasionar entupimento dos vasos sanguíneos e causar complicações cardiovasculares, como infarto e derrame.

TGO (AST) e TGP (ALT)

Analisa as enzimas TGO e TGP para verificar como anda o funcionamento do fígado, além de problemas como lesões musculares, doença celíaca, hipotireoidismo entre outros;

Ácido úrico

Alterações nos valores de ácido úrico podem ser indicativos de hipertensão e problemas cardiovasculares, além do risco para o desenvolvimento de doenças como dores articulares, cálculo renal, insuficiência renal e gota.

Eletrocardiograma

Realizado para medir a atividade elétrica do coração e diagnosticar a existência de problemas cardíacos. É feito com o auxílio de eletrodos que detectam a frequência e os batimentos cardíacos.

Ecocardiograma

Por meio de uma ultrassonografia do coração, é possível investigar a origem de sintomas como falta de ar, taquicardia e dor torácica, e monitorar a eficácia de tratamentos para problemas já existentes, como arritmias e isquemias.

Deixe um comentário